Grande Oriente Grande Loja Maçônica do Estado de São Paulo Grande Oriente Paulista
Areópago Atibaiense União, Trabalho e Evolução Itapetinga Atibaia Luz, Vida e Amor



15/08/2017 - 13º Baile da Fraternidade da ALMA 2016


13º Baile da Fraternidade da ALMA realizado em 27 de agosto de 2016

03/09/2013 - Fotos do 10º Baile da Fraternidade da ALMA de 2013


O Baile mais esperado do ano !

Aug.`.Resp.`.Luz.`.Simb.`. União Trabalho e Evolução

nº 255 - GLESP

“Existem momentos em nossas vidas que o G.'.A.'.D.'.U.'. nos apresenta obstáculos para testar nossos conhecimentos, nossa união, nossa capacidade para o trabalho, nossa evolução espiritual! Se obstáculos não podem ser removidos, conforme a sua complexidade, devem ser contornados.” – Armando Carboni.

Dessa forma, um Paulistano que já freqüentava nossa Atibaia, desde 1961, com residência de veraneio no “Retiro das Fontes” e que com um currículo social vasto, como Presidente do Lions Club São Paulo – Vila Maria entre outros, ou com uma carreira profissional de Industrial de uma das Maiores Cartonagens Brasileiras e que já vinha sendo observado e acompanhado pelo nosso querido Ir. João Valério Serrano da Aug.Res.Loj. Marquês de Pombal,desde 1960  só foi Inic.em nossa Ord. em 23 de Fevereiro de 1980, em 1982 desejou trilhar uma nova jornada , acompanhado de um seleto grupo de Ir. destinados a apoiá-lo.

Como disse o poeta, “Caminhante, não há caminho, faz-se o caminho caminhando”, dessa forma a jornada  começou.

Affonso De Francesco

Amaury Mello Oliveira

Antônio dos Santos Ramos

Armando Carboni

José Luiz de Queiróz Pinho

Mauro Pinheiro de Abreu

Rubens Gaspar

Salim Assaf

Salim Tanos

Surge então a Aug.e Res. Loj. Simb. União, Trabalho e Evolução. Loj. Unida e com desejo forte de Evoluir, tem já em sua primeira formação o equilíbrio Maçônico:  

Salim Tanos            Venerável provisório

Armando Carboni        1º Vigilante

Salim Assaf            2º Vigilante

Rubens Gaspar          Orador

José Luiz de Queiróz Pinho         Secretário

Amaury Mello Oliveira              Tesoureiro e Hospitaleiro

Mauro Pinheiro de Abreu            Chanceler

Affonso De Francesco               Mestre de Cerimônias

Antônio dos Santos Ramos           Guarda do Templo

Definiram 2 metas a serem cumpridas inicialmente:

A construção do Templo e a Carta Constitutiva Provisória;

A comissão para construção do Templo, ficou delegada a dupla Cosme e Damião, ou seja, Carboni e Amaury, eram assim chamados por estarem sempre juntos.

Saíram a campo procurando um local para o Templo.   Encontraram um salão à rua José Bonifácio, 296 - se não era o ideal, pelo menos ajeitava o problema inicial e se encaixava no orçamento tendo como base uma contribuição individual que totalizava CR$ 30.000,00 (Trinta mil Cruzeiros, valor corrigido para a presente data de R$ 750,00).

Após visitação dos Irmãos, fecharam o negócio. Tendo como fiador nosso Ir. Amaury Mello Oliveira.

Em comum acordo, foi escolhida como Potência as “Grandes Lojas no Brasil”, e o primeiro contato com o então Seren\Grão Mestre Mário Proiette foi feito com a apresentação pelo V.M. da Loj. Voluntários da Pátria, Fernando Camble amigo de nosso Ir. Carboni.

Inúmeras foram as visitas, destacando os irmãos José Luis de Queirós Pinho e Affonso De Francesco que trabalhavam em São Paulo, e como tal, foram os porta-vozes.

Quanto à construção do templo, que sufoco...

O salão era retangular, dentro desse retângulo, fizeram um outro nas medidas padrão da loja.   Era preciso construir três paredes divisórias, os sete degraus, o tablado da parte do oriente, mesas, bancos, dossel, porta, etc...

Contrataram um carpinteiro, (Raimundo) – providenciaram o madeiramento partiram para a luta.   Cosme e Damião acompanharam ajudando, os demais irmãos, davam uma escapadinha de seus afazeres e estavam sempre presentes.

Depois de tudo levantado, no acabamento, houve mutirão dos nove irmãos para pintura e colocação dos ornamentos.

Sucederam várias doações, o Francesco deu a coluna norte,  O Amaury deu a coluna sul, e mais de cem livros para início de nossa biblioteca.   Quem não podia, apelava para amigos,  o Carboni , conseguiu com o Sr. Roberto Reis os candelabros de três luzes.

O Mauro foi com sua Kombi até Ourinhos para pegar os ornamentos e paramentos que haviam comprado.   Em sua chegada estavam todos presentes para descarregar colocando em seus devidos lugares.

Uma vez pronta a loja, iniciaram os trabalhos. Reinava a verdadeira harmonia e felicidade em todos.

Passam os anos novos Obreiros somam ao quadro desta Loj.

Em 1985, adquirem o primeiro terreno próprio no Jardim Pacaembu, e já em 1986 com o primeiro terreno como parte de pagamento, adquirem o terreno onde está construído o atual templo.

Neste momento o então V.M. nosso ir. Ernesto Ruiz Trujillo (Iniciado na Maçonaria em 1957 já havia doado além da máquina de escrever, toda a papelaria necessária, 30 aventais, etc....) alem de conseguir o projeto de construção com um Arquiteto em São Paulo, doa também 2500 blocos para esta construção. E assim se fez esta magnífica obra.

Obra realizada por pessoas que são livres que procuram ser elementos de paz, concórdia e Harmonia, que tem por objetivo tornar feliz a Humanidade.

Lembrando o “O se ta bom” de nosso Ir.Carboni o objetivo de todos os IIr.da Aug.`.Resp.`.Loj.`.Simb.`. União Trabalho e Evolução nº 255, sempre será fazer com que ele se orgulhe de cada um destes filhos sempre cumpridores das Regras, pela União que existe entre os IIr., pelo Trabalho conjunto, e pelo desejo de Evoluir.     Juntos     

Este trabalho foi elaborado pelo Ir.`. Fábio Augusto Giunti Ribeiro após pesquisa junto aos IIr. fundadores da  Aug.`.Resp.`.Loj.`.Simb.`. União Trabalho e Evolução nº 255, Documentos mantidos na Secretaria e Biblioteca da Loj. e com apoio especial do Ir. Carlos Eduardo Pires de Camargo

Site Agência
Ponto 5
Big Supermercados
Plano San Marco
Clinica do Rim
SLC Têxtil